Foto: Reprodução
O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou hoje (22) em uma transmissão ao vivo ao lado do presidente Jair Bolsonaro que "é simples assim: um manda e o outro obedece". 

A declaração foi dada após Bolsonaro desautorizar o ministro no episódio envolvendo a compra de doses da vacina CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a empresa chinesa Sinovac. "Falaram até que a gente tava brigado aqui.

Pô, no meio militar é comum acontecer isso aqui, tá certo? É choque das coisas, não teve problema nenhum", disse Bolsonaro no vídeo. Pazuello, na sequência, declarou: "Senhores, é simples assim: um manda e o outro obedece. Mas a gente tem um carinho, entendeu? Dá para desenrolar, dá para desenrolar". Os dois participaram da transmissão ao vivo sem máscara.


Fonte: Metro 1

Postagem em destaque

Facebook