Analytics

menu

Image Map

gov ba

Alta Vista

sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

Andaraí: Homem agride idosas a pauladas; vítimas estavam a caminho da igreja

Foto: Reprodução
Duas idosas foram agredidas com pauladas na cabeça quando estavam a caminho da igreja que frequentam, na cidade de Andaraí, na Chapada Diamantina. Conforme os familiares das vítimas, que têm 72 e 70 anos e são cunhadas, o suspeito de cometer o crime bateu nelas após pedir dinheiro a elas, que recusaram. 

O caso aconteceu no dia 29 de novembro deste ano e foi registrado na delegacia de Andaraí. De acordo com a Polícia Civil, um inquérito foi instaurado para apurar o fato. A polícia informou que expediu guia para exame de lesão corporal e aguarda o resultado do laudo pericial. As vítimas, testemunhas e o suspeito, que já foi identificado, já foram ouvidos. 

O homem, no entanto, não foi preso. A polícia informou que que todas as medidas cabíveis foram tomadas e o procedimento, assim que for concluído, será encaminhado à Justiça. Segundo informações dos familiares da vítimas, Maria José Rodrigues de Oliveira Santos e Deuzuita Maria Novais de Oliveira estavam à caminho da igreja, em uma estrada de barro, quando foram abordadas pelo autor do crime.

As idosas contaram aos familiares que o homem pediu dinheiro para elas, mas apenas uma delas estava com uma contribuição para doar à igreja. Maria José e Deuzuita Maria contaram que ele agrediu as duas com pauladas na cabeça e fugiu do local dizendo que ia pegar um revólver para matá-las. Após as agressões, as idosas chegaram a cair no chão e tiveram cortes profundos na testa.

Uma delas bateu a cabeça em um pedaço de tronco de árvore. O parente de uma das idosas, que preferiu não ter a identidade revelada, contou que elas conseguiram levantar do chão e fugiram do local com medo do suspeito alcançá-las. Maria José e Deuzuita Maria chegaram em casa e pediram ajuda. 

Elas foram socorridas por familiares e levadas para o Hospital Municipal da cidade, onde receberam tratamento médico. “Nós queremos justiça. Já que a gente não pode fazer justiça, acreditamos na justiça da terra e na justiça de Deus”, disse o familiar de uma das vítimas.


Fonte: G1
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook