Analytics

domingo, 27 de dezembro de 2020

Opinião: Consórcio de Infraestrutura do Recôncavo Baiano tem por dever adquirir vacinas contra Covid-19

Foto: Acesse Política
Por Rubem Júnior*
O Consórcio de infraestrutura do Território do Recôncavo Baiano deve se organizar para comprar vacinas contra a Covid-19. A exemplo da Prefeitura de Amargosa, os prefeitos eleitos e reeleitos que fazem parte do Consórcio tem por dever adquirir vacinas para imunizar suas populações.

A morosidade no processo de aquisição e na organização do plano para imunizar a população brasileira, por parte do Governo Federal, fica notório que se dependermos do Ministério da Saúde vai demorar muito tempo pra maioria se vacinar. Após a decisão do STF, em que os estados e municípios passaram a ter autonomia no combate ao coronavírus, os prefeitos e governadores têm total possibilidade e liberdade de tomar medidas em prol do povo.

Recentemente o Consórcio do Recôncavo tem nova composição na sua diretoria para o biênio 2021-2022. O prefeito reeleito de Castro Alves, Thiancle Araújo, foi escolhido como presidente, o vice será o prefeito de Muritiba, Danilo de Babão, e o tesoureiro, o prefeito de Governador Mangabeira, Marcelo Pedreira. A diretoria ainda tem Alex Sandro Aleluia de Brito, prefeito de São Felix, e Guito da Saúde, prefeito de Dom Macedo Costa, ambos, respectivamente como secretários de Relações Institucionais e de Organização.

Portanto, através deste artigo, chamamos a atenção das cidades que compõem o Consórcio de Infraestrutura do Território do Recôncavo para adiantarem nas compras das vacinas e chamamos também a atenção da população para cobrarem tal atitude dos seus representantes políticos.

*Rubem Júnior é radiojornalista apresentador do Programa Diário da Notícia na Rádio Paraguassú FM 102,7 e diretor do site www.diariodanoticia.com

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook