Diário da Notícia | Recôncavo Baiano - Rubem Júnior

Foto: Reprodução

Após impasses e embates políticos com estados e municípios, o governo federal apresentou o cronograma de vacinação da Covid-19 (veja no final da matéria). De acordo com pronunciamento do governador Rui Costa (PT), a informação foi repassada aos gestores na tarde desta quarta-feira (17), após reunião entre os representantes estaduais e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

Segundo Rui, o governo apresentou um cronograma com duração até dezembro. “Esta sempre foi a ansiedade e o desejo de todos os governadores do Brasil, para que a gente deixe falsas polêmicas políticas de lado e cuide da vida humana. Que a gente possa se reunir periodicamente e pautando as crises que vão acontecendo ao longo das semanas no Brasil inteiro”, afirmou, em pronunciamento virtual à imprensa.

Na visão do petista, com o planejamento, a expectativa é que, em breve, novas doses de vacinas possam ser adquiridas pelo Brasil. “Estamos vivendo em vários estados, a exemplo da Bahia, um grande número de doentes e o crescimento no número de óbitos. Há uma crise crescente no Brasil neste momento. É preciso debelar e controlar, e só a vacinação é capaz de conter este crescimento”, ponderou.

Ainda de acordo com o governador baiano, Pazuello apresentou uma nova configuração para o pagamento do uso de leitos de UTI. Com a alteração, ao invés de o estados receberem a verba por leitos regulados, o montante seria para leitos utilizados. Rui disse que, após intervenção dos governadores, o ministro deve repensar a medida.

O CRONOGRAMA

Apesar de o governador não ter apresentado os pormenores do plano, o secretário da Saúde do Estado (Sesab), Fábio Vilas-Boas, compartilhou como será feito o detalhamento

Conforme o documento, o planejamento é que, até o final deste mês, sejam entregues 400 mil doses da Sputnik V, além de 8 milhões do imunizante da Precisa/Bharat Biotech e outras 2.668.200 doses da Astrazeneca, por meio do consórcio Covax Facility.

De acordo com o cronograma, até o fim do ano, o Brasil terá tido à disposição mais de 450 milhões de doses de diferentes vacinas contra o novo coronavírus.

Veja:

Fonte: BN

Facebook