Diário da Notícia | Recôncavo Baiano - Rubem Júnior
Foto: Reprodução
A Bahia atingiu, na tarde desta sexta-feira (28), a triste marca de 1 milhão de casos confirmados da Covid-19. Desde o início da pandemia, em março do ano passado, 1.003.523 pessoas contraíram o vírus no estado, de acordo com dados atualizados da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab).

Com uma população de quase 15 milhões de pessoas, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é como se, a cada 15 baianos, um fosse contaminado pelo coronavírus. Dos casos confirmados da doença, 20.923 levaram as pessoas a óbito. Além disso, 16.796 dos casos estão ativos no momento, com taxa de ocupação nos leitos de UTI Covid para adultos em 83%. A tendência é que esses números continuem crescendo. 

Nos últimos dias, os indicadores da doença têm procupado autoridades e especialistas sob a sombra de uma terceira onda. Entre abril e maio, quase dobrou a procura por atendimentos nos gripários de Salvador. Segundo dados da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), até o dia 25 de maio, 14.345 pessoas foram atendidas nas 6 unidades. Já no mesmo período em abril, foram 7742.

A quantidade de pessoas com Covid-19 à espera por uma vaga de leito na UTI também chegou a aumentar 400% em uma semana. Em entrevista à Rádio Metropole, o secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, informou que esse número havia se estabilizado entre 40 e 50 pessoas, mas na terça-feira (25) subiu para 180.



Fonte: Metro 1

Facebook