Diário da Notícia | Recôncavo Baiano - Rubem Júnior
Foto: Reprodução 
Mesmo que atuem em uma cidade e morem em outra, os professores da Bahia devem ser vacinados no município onde o profissional desenvolve suas atividades, de acordo com a definição da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), instância deliberativa da saúde que reúne representantes dos 417 municípios e o Estado. 

A vacinação desses profissionais vinha gerando dúvidas e questionamentos entre a categoria. Professores sinalizavam dificuldade na vacinação quando moravam e possuíam cartão SUS de uma cidade, mas atuavam em outra. 

De acordo com a Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), o entendimento da CIB independe de onde foi emitido o Cartão SUS. A vacinação desses profissionais está autorizada na Bahia para aqueles com 40 anos ou mais, conforme definição da Comissão. 

A Sesab não informou se fez algum tipo de recomendação aos municípios. Algumas cidades da Bahia solicitaram às unidades escolares listas de professores ativos, e outras, a exemplo de Feira de Santana, exigem documentação que comprove que o profissional atua na cidade no ato da vacinação.



Fonte: Voz da Bahia 

Facebook