Diário da Notícia | Recôncavo Baiano - Rubem Júnior
Foto: Reprodução
Os Estados Unidos anunciaram nesta quinta-feira (3) que incluíram o Brasil na lista que conta com mais de 40 países que receberão parte do 1º lote de doações das vacinas contra a Covid-19. Serão cerca de 25 milhões de doses distribuídas. 

Ainda não há, no entanto, a quantidade exata de doses que Brasil irá receber porque o país precisará dividir cerca de 6 milhões de doses com ao menos outros 14 países da América Latina. 

Os EUA se comprometeram a redistribuir cerca de 80 milhões de doses das vacinas AstraZeneca, Pfizer, Moderna e Johnson & Johnson para outros países até o final de junho deste ano. Do total, 25 milhões de doses serão enviadas neste primeiro lote.“Não estamos compartilhando estas doses para receber favores ou concessões. Estamos compartilhando para salvar vidas e guiar o mundo em direção ao fim da pandemia”, disse o presidente Joe Biden em nota. 

Ainda de acordo com a publicação, as doses que serão destinadas ao Brasil serão entregues por meio da aliança Covax, da Organização Mundial da Saúde (OMS), que vai gerenciar 19 milhões de doses, distribuídas da seguinte forma: 

6 milhões para América do Sul e Central: Brasil, Argentina, Colômbia, Costa Rica, Peru, Equador, Paraguai, Bolívia, Guatemala, El Salvador, Honduras, Panamá, Haiti, Comunidade do Caribe e República Dominicana. 


7 milhões para a Ásia: Índia, Nepal, Bangladesh, Paquistão, Sri Lanka, Afeganistão, Ilhas Maldivas, Malásia, Filipinas, Vietnã, Indonésia, Tailândia, Laos, Papua Nova Guinea, Taiwan, e as Ilhas do Pacífico. 


5 milhões para a África, distribuídas entre os países selecionados em coordenação com a União Africana.



Fonte: bahia.ba

Facebook