Foto: Reprodução 
O governador de São Paulo, João Doria, confirmou pela primeira vez que quer ser o candidato do PSDB a presidente da República em 2022. “Vamos disputar as prévias, respeitando todos os candidatos. Mas vamos trabalhar pra vencer. E somar forças com todos para fortalecer a candidatura do PSDB. 

E ajudar o Brasil”, disse o tucano ao jornal Folha e S. Paulo. O anúncio formal foi feito logo após a definição das regras para a realização de prévias na sigla, na qual a posição de Doria por universalidade no peso do voto dos filiados foi derrotada. Se a disputa fosse hoje, ele enfrentaria o senador Tasso Jereissati (CE), o governador Eduardo Leite (RS) e o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio. 

Mas ainda há bastante tempo até 21 de novembro, quando as prévias irão ocorrer. Segundo a Folha, a Executiva do partido sinalizou, ao aprovar regras contrárias às desejadas pelo governador, que ainda há uma ladeira a ser subida caso ele queira a nomeação —o que inclui necessária unidade partidária para tocar uma candidatura nacional. 

Ainda assim, diz a reportagem, a manutenção das prévias acabou solapando a estratégia do grupo do deputado Aécio Neves (MG), que ventila a hipótese de que PSDB abra mão da candidatura própria.



Fonte: bahia.ba

Facebook