Diário da Notícia | Recôncavo Baiano - Rubem Júnior
Foto: Reprodução 
A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou nesta quinta-feira para a ameaça de uma terceira onda da covid-19 na África, onde alguns países, como Quênia e África do Sul, já estão imersas nela, o que coincide com a escassez de vacinas contra a doença.

Nas últimas duas semanas, a África registrou um aumento de 20% nos casos em relação à quinzena anterior, informou a OMS.

Desta forma, a pandemia apresenta tendência de aumento em 14 países, com oito registrando um aumento de mais de 30% nas infecções. 

A África do Sul, epicentro continental dessa crise sanitária, registra um aumento sustentado dos casos, enquanto Uganda teve um crescimento de 131% na semana passada, com grupos de infecção em escolas, entre os profissionais da saúde e em centros de isolamento. 

Segundo a agência da ONU, o fraco cumprimento das medidas preventivas e o aumento da interação populacional, bem como a chegada do inverno na África Austral, aumentaram o risco de um ressurgimento da covid-19 em muitos países. 

“A ameaça de uma terceira onda na África é real e crescente”, disse a diretora regional da OMS para a África, Matshidiso Moeti, em uma entrevista coletiva telemática hoje. 

“Nossa prioridade é clara: é crucial que rapidamente coloquemos vacinas nos braços dos africanos com alto risco de ficarem gravemente doentes e morrerem de covid-19”, enfatizou Moeti.




Fonte: R7

Facebook