Foto: Reprodução 
Um levantamento feito pelo Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc) revelou que os gastos do governo federal em políticas públicas voltadas à infância caíram 33% no primeiro semestre de 2021, quando comparado ao mesmo período do ano passado.

Segundo a pesquisa, o total executado pelo governo federal na área foi de R$ 166 milhões nos seis primeiros meses deste ano, contra R$ 220 milhões de 2020. Os dados relativos a investimentos na saúde das crianças são ainda piores: apenas 2,6% do orçamento foi executado até junho último. 

De acordo com a coluna Painel, da Folha de S.Paulo, o Inesc também aponta ineficiência no programa Criança Feliz, carro chefe do governo federal para a área: a execução orçamentária está em 36,6%. Assessora do Inesc, Cleo Manhas critica o desempenho do governo federal. 

“São crianças e adolescentes negros, indígenas, empobrecidos e periféricos que estão na mira das violências estruturais que são espelhadas pelo orçamento público. O Estado, a partir do Criança Feliz, quer ensinar as famílias a cuidar dos seus filhos pequenos, mas não garante condições mínimas para que isso aconteça”, afirmou.




Fonte: Bahia.Ba

Facebook