Foto: Reprodução
Uma festa com 800 pessoas foi encerrada no sábado (10), em Feira de Santana, cidade a cerca de 100 km de Salvador. Os agentes da prefeitura, Guarda Municipal e Polícia Militar, que atuaram na fiscalização, demoraram cerca de uma hora para conseguir dispensar toda a aglomeração.

O evento ocorria em uma chácara, na Avenida Noide Cerqueira, e os organizadores da festa ainda não foram identificados. Eles poderão responder pelo crime de desobediência. O dono do estabelecimento foi identificado e deve ser responsabilizado pelo mesma infração. Segundo a prefeitura de Feira de Santana, de sexta-feira a domingo, foram realizadas 22 intervenções. 

Ao todo, 18 estabelecimentos foram fechados por descumprirem o decreto e quatro festas clandestinas foram encerradas em Feira de Santana – em uma dessas, dois “paredões” sonoros foram apreendidos. No final de semana, a Polícia Militar também encerrou festas clandestinas em Itororó e Teixeira de Freitas, ambas cidades no sul da Bahia.

Na primeira, os fiscais chegaram a uma festa clandestina que ocorria em um balneário no distrito de Itati, zona rural do município. As pessoas estavam aglomeradas e sem fazer uso de máscaras. Já em Teixeira de Freitas, um evento com cerca de 200 pessoas foi encerrado após intervenção de fiscais da Vigilância Sanitária e Guarda Municipal da cidade, em conjunto com a Polícia Militar. 

O estabelecimento tinha autorização para realizar o evento, mas dentro das normas – entre elas, ter até 100 pessoas no imóvel. Nos dois casos, as festas foram encerradas e as aglomerações foram dispersadas. Ninguém foi preso.



Fonte: G1/BA

Facebook