Fotos: Reprodução | Sotero Filho
A delegada Klaudine Passos, titular da 1ª Delegacia Territorial de Feira de Santana solicitou a prisão preventiva do médico Antônio Marcos Rêgo Costa, suspeito de ter matado a companheira Gabriela Jardim Peixoto, de 35 anos. Ela estava desaparecida desde o dia 22 de agosto e seu corpo foi encontrado no último sábado (28), na BR-116 Norte, no distrito da Matinha.

Em entrevista ao repórter Sotero Filho, a delegada Klaudine trouxe novidades sobre o caso e revelou que relações sexuais com outras pessoas e ciúmes podem ter motivado o assassinato de Gabriela. A delegada ouviu uma mulher de prenome Ângela, que contou ter mantido relações sexuais com o casal e revelou que havia mais pessoas envolvidas sexualmente, o que pode ter provocado ciúmes no médico.

Ainda de acordo com a delegada, uma chave de hotel foi encontrada entre os pertences da vítima, que também mantinha sociedade com o suspeito em uma empresa fornecedora de equipamentos médicos. 

A imagem acima mostra a vítima e o suspeito em um posto de combustíveis na avenida Presidente Dutra. Logo após, o casal foi visto em um estabelecimento na avenida Fraga Maia. A partir daí, Gabriela desapareceu e o médico deixou a cidade e teria ido para o estado do Acre.

Fonte: Blog Central de Polícia

Facebook