Analytics

menu

Image Map

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

MURITIBA: Roda de Conversa sobre combate a preconceitos abre os trabalhos da I SEDIVERGEM

Foto: Reprodução
Na mesa de abertura da I Semana de Diversidade Sexual, Gênero e Combate à LGBT*fobia de Muritiba, os convidados representantes de diversos setores na luta contra a LGBT*fobia, falaram sobre a grande relevância do evento, e da coragem dos organizadores em levá-lo adiante. Incentivaram a promoção de debates para que haja avanços através de diálogo, e a promoção da igualdade e respeito às pessoas LGBT.

A secretária de educação Ênia Andreia Costa, reforçou as falas e também endossou a importância do evento.

O organizador do evento, Vinícius Zacarias, encerrou a mesa falando de figuras de destaque na luta contra o preconceito na cidade de Muritiba.

Após a mesa inicial, aconteceu a primeira roda de conversa do evento, com o tema Vivência de Gênero e Sexualidade no interior: Desafios no combate LGBT*fobia, onde os convidados fizeram relatos sobre suas experiências com a homofobia, dificuldades causadas pela perseguição e preconceito num país machista e homofóbico e falaram da resistência que os LGBTs enfrentam até terem suas competências reconhecidas e alcançarem postos por mérito devido ao preconceito.

A professora Larissa Passos defendeu que a educação é a ferramenta primordial na conscientização e combate à homofobia, e afirmou que os estudos de gênero, devem ser inseridos já à partir da educação básica, para que haja a quebra de paradigmas numa sociedade heteronormativa e machista. Mesmo eles, profissionais reconhecidos em suas respectivas áreas de atuação ainda sofrem preconceito e perseguição.

Nas experiências próprias compartilhadas pelos convidados, ficou evidente que ainda existe preconceito de gênero até em cursos superiores da área de humanas, lugar onde o início da conscientização através da educação tem a sua origem. A secretária de Desenvolvimento Social, Flávia Azevedo, comentou que avanços são necessários na educação geral da nação, para que se chegue ao fim do preconceito.

O evento continua amanhã, com a exibição de um documentário, performances e mais rodas de conversa, à partir das 9:00 no Colégio João Batista Pereira Fraga.

Fonte: Ascom
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...