Analytics

menu

Image Map

terça-feira, 7 de agosto de 2018

Muritiba: Ex-prefeito deve permanecer na prisão após decisão do STJ no âmbito da Operação Adsumus

Foto: Reprodução 
O ex-prefeito de Muritiba, Roque Luiz Dias dos Santos, preso na operação Adsumus, teve um pedido de habeas corpus negado pelo ministro Nefi Cordeiro no Superior Tribunal de Justiça (STJ). A decisão monocrática foi divulgada no último dia 1º.

As investigações lideradas na Bahia pelo Ministério Público estadual (MP-BA) apontam que Roque Isquem, como é conhecido o ex-gestor, recebeu R$ 933 mil em propina entre janeiro de 2013 e março de 2015 em um esquema de desvio de dinheiro público no município.

Os autos apontam ainda que o ex-prefeito “foi o mentor” do esquema de corrupção desarticulado pela Adsumus na cidade.

O ex-prefeito argumentou ao STJ que sofre constrangimento ilegal por ter a prisão preventiva decretada “sem a existência relevante de indícios de autoria e materialidade”. Roque Isquem também alegou que sofre de diabetes tipo B, hipertensão, problemas de circulação e tem a necessidade de acompanhamento médico.

Entretanto, o magistrado não acolheu os argumentos e negou o pedido de liberdade feito pelo ex-prefeito. “Como se vê, o decreto prisional tem fundamento na gravidade do crime, evidenciada nas circunstâncias fáticas, as quais indicam que o recorrente foi o mentor de esquema de corrupção e desvio de dinheiro público desbaratado pelo Operação Adsumus, gerando prejuízo à municipalidade na órbita de R$933.000.00, valor compreendido dentro dos R$6.000.000,00 de danos apurados pela referida operação, com uso de sua filha como laranja, condutas que foram reiteradamente por vários anos”, ressaltou Nefi Cordeiro em seu despacho. Informações do Recôncavo Online.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Facebook