Foto: Reprodução / Instagram
A saúde de deputados federais baianos com e sem mandato custou aos cofres públicos R$ 400 mil somente nos primeiros oito meses de 2019. O maior desembolso do Estado foi com o deputado Cláudio Cajado (PP) que, sozinho, pediu um ressarcimento médico-hospitalar de R$ 218 mil neste ano.

Os parlamentares não possuem plano de saúde, mas têm o direito de solicitar da Câmara dos Deputados reembolso com gastos médico-hospitalares mesmo após o fim do mandato.

Procurado pelo Bahia Notícias, Cajado preferiu não comentar o motivo da solicitação. O deputado pediu uma licença da Câmara para tratamento de saúde de 22 de maio a 4 de junho. O valor corresponde a um tratamento de complexidade elevada no sistema privado de saúde.

Em 30 de maio, Cajado gravou um vídeo para suas redes sociais quando recebeu alta após um período de 9 dias internado em São Paulo.

Fonte: Bahia Notícias

Facebook