Diário da Notícia | Recôncavo Baiano - Rubem Júnior
Foto: Reprodução
De acordo com dados do Comitê Técnico da Assistência Social do Consórcio Nordeste, o governo federal excluiu, entre dezembro de 2020 a fevereiro de 2021, 12.706 mil famílias baianas do programa Bolsa Família.

Com isso, a Bahia figura como o estado com mais baixas entre os beneficiários em todo o país. No geral, o Nordeste teve uma redução de 48 mil famílias beneficiadas pelo programa. Outras 13 mil famílias foram cortadas na região Norte, no mesmo período.

Para o secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia, Carlos Martins, a exclusão de beneficiários das duas regiões “mais empobrecidas” do país “é uma ação criminosa”. “É uma ação criminosa, sem nenhuma razoabilidade técnica, política e econômica.

Privilegiar as regiões mais ricas, que não tiveram grandes perdas, com acréscimos de pessoas no programa Bolsa Família, enquanto que as regiões Norte e Nordeste tiveram perdas expressivas é um absurdo”, afirmou Martins



Fonte: Varela Notícias

Facebook