Foto: Reprodução
O ministro da Saúde Marcelo Queiroga anunciou hoje (29) que criará um secretaria extraordinária de enfrentamento à pandemia da Covid-19 para concentrar os esforços da pasta em uma frente única com especialistas da área. 

Em entrevista à CNN, Queiroga reforçou que o objetivo principal no momento é salvar vidas e, para isso, ele julga necessário esquecer as diferenças políticas. “É necessário que deixemos as divergências de lado e façamos uma ação em cima dos pontos de convergência, que são maiores, no sentido de salvar vidas” disse.

O dirigente do ministério voltou a falar sobre a meta de vacinar um milhão de brasileiros por dia, mas ainda não especificou como fará a ação. Além disso, defendeu medidas de enfrentamento à pandemia pensadas de acordo com cada particularidade de regiões do Brasil.

“É uma ação que, eventualmente, devido ao insucesso das outras medidas, pode ser tomada. O que não se pode é pensar que um lockdown nacional, sem que se faça o dever de casa antes, seja a solução de um problema com esse”, afirmou o ministro.



Fonte: Metro1

Postagem em destaque

Facebook