Foto: Reprodução
O estudo Efeitos da pandemia COVID-19 nos resultados maternos e perinatais: uma revisão sistemática e meta-análise (Effects of the COVID-19 pandemic on maternal and perinatal outcomes: a systematic review and meta-analysis), publicado nesta quarta-feira, 31 de março, no periódico científico The Lancet Global Health, faz um alerta a toda a comunidade médica, científica e à população, especialmente no Brasil, que na mesma data registrava 3.869 mortes por Covid. 

Com mais de 320 mil mortes desde o início da pandemia, e registrando recordes de casos e de mortes dia após dia, pouco se fala sobre a gravidade da doença durante a gestação, ou de possíveis repercussões que a contaminação da gestante possa trazer ao feto. 

No entanto, o estudo faz um importante alerta ao revelar que mais mulheres grávidas morreram, tiveram complicações ou deram à luz bebês natimortos durante a pandemia do que em anos anteriores. 

A conclusão foi obtida a partir da análise de 40 estudos realizados em 17 países Além do Brasil, participaram estudos realizados nos Estados Unidos, Canadá, Itália, Turquia, Holanda, Reino Unido, Índia, China, Israel, Dinamarca, Hong Kong, Botsuana, Japão, Nepal, México e Irlanda.


Fonte: MK Comunicação

Postagem em destaque

Facebook