Analytics

menu

Image Map

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Técnico do Bahia vê evolução no time e mira G-6 da Série A

Foto: Felipe Oliveira
Depois de ganhar dez pontos nos últimos cinco jogos, o Bahia terá pela frente o clássico contra o Vitória, domingo, em partida válida pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em 11º lugar, com 40 pontos conquistados após o triunfo por 1 a 0 sobre a Chapecoense, domingo passado na Arena Fonte Nova, o Bahia está no meio da tabela da Série A, com seis pontos de vantagem para o Z-4 e seis de diferença para o G-6. Otimista e motivado, o técnico Anderson Moreira faz as contas para a sequência do Brasileiro, e vê o Tricolor baiano na luta por uma vaga na Taça Libertadores da América. “Sinceramente, acho que a gente tem um primeiro compromisso que é sair lá de trás. Seis pontos é vantagem, mas não é vantagem determinante.

A gente precisa continuar firme. Não gosto de pensar duelo que não posso controlar. Se tivesse uma distância que tivesse controle sobre meus confrontos... Atlético-MG está com 46. Não dá para ficar iludindo o torcedor. Vamos trabalhar para ter a melhor pontuação. Uma coisa de cada vez”, falou o treinador. Além de um triunfo em casa sobre a Chape, o Tricolor também comemora não ter perdido nenhum jogador que estava pendurado com dois cartões amarelos. No time titular que entrou no gramado da Fonte Nova, o goleiro Douglas, o lateral Léo e os meio-campistas Nilton e Ramires estavam pendurados e passaram “ilesos”.

Também com dois amarelos, Flávio e Brumado entraram no segundo tempo e “passaram em branco” em termos de cartão amarelo. Na partida, o Esquadrão ainda ficou com mais um atleta pendurado. Lucas Fonseca recebeu amarelo no primeiro tempo e, inclusive, foi substituído no intervalo. Foi a única advertência recebida pelo Bahia durante os 90 minutos.

Fonte: Tribuna da Bahia
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook